Saiba mais
Idioma
Menu
Menu
Idioma

Automação de cortinas e persianas: você sabia que pode acionar a persiana de casa pelo aplicativo?

A era digital e usuários ávidos por novas tecnologias continuam se expandindo para diversos mercados brasileiros, impulsionados por produtos que proporcionam comodidade e vantagens financeiras. Um deles é o segmento de cortinas e persianas, que está, cada vez mais, avançado nas soluções automatizadas, com diferentes componentes, maior eficácia dos resultados e parte estética mais moderna.

Atualmente, há dois tipos de acionamento dos motores de automação que são mais utilizados no mercado brasileiro. O primeiro funciona por meio controles instalados nas paredes; já o outro é acionado por controles remotos, que enviam sinais via rádio frequência. O maior lançamento do setor veio recentemente para impressionar os amantes de tecnologia. Agora, é possível interligar estes motores a centrais de automação, que podem controlar outros dispositivos eletrônicos da residência. E todas essas funções podem ser acionadas diretamente pelo smartphone.
Foi nesta solução integrada entre os eletrônicos da residência e as cortinas e persianas que a Persol, empresa especializada em soluções de alta tecnologia para automatização, resolveu apostar. “É possível o controle total de quase todos os equipamentos que usam energia elétrica da casa pelo smartphone, dispensando até o uso do controle remoto. A automatização mais usada em nosso mercado de cortinas e persianas funciona por emissores de rádio frequência, o que permite uma movimentação silenciosa e possui sensores opcionais que podem ser instalados posteriormente, de acordo com a verba disponível”, explica o consultor comercial Ricardo Buffleben.
Já a fabricante SOMFY está investindo em produtos voltados ao bem-estar dos usuários e do meio-ambiente. “A tendência, cada vez mais forte, está voltada para a autonomia dos produtos através de motores a baterias recarregáveis, como se fossem baterias de celulares, ou através da iluminação solar. Além disso, a preocupação com o ciclo produtivo é algo cada vez mais forte e determinante, com controle de pegada de carbono”, explica Anderson Piche, gerente de Marketing da empresa.
A escolha do motor, basicamente, está relacionada com o peso e o tipo de persiana portadora, como rolo, romana, horizontais, entre outras. Apesar de simples, a especificação do produto deve ser realizada pelo fabricante da persiana, deixando para o consumidor final a escolha entre manualmente ou automatizada e seus componentes. O ideal é que o consumidor procure uma loja especializada para indicar o melhor tipo de motor para sua aplicação. É imprescindível que o motor seja especificado corretamente, de acordo com o tamanho da peça e o tipo de tecido que será utilizado.
A diferença no processo de instalação de uma persiana manual para outra automatizada é que, se o consumidor não optar por um motor a bateria, será necessário um ponto de elétrica próximo à persiana. Para motores a bateria, a instalação é idêntica à persiana manual.

Os preços variam de acordo com a quantidade de facilidades e componentes que o usuário deseja. Há motores mais simples, com baixo custo, que acionam duas ou três cortinas de rolo ao mesmo tempo. E também modelos mais rebuscados para consumidores que desejam maior conforto e tecnologia, estes possuem timer e sensores. É possível programar a cortina para subir 20cm às 8hs da manhã, permitindo a entrada de raios de sol, e fechar a tarde para evitar o desgaste dos móveis do ambiente.

O bolso agradece
As vantagens dos sistemas automatizados vão muito além do conforto e comodidade para o usuário, eles também influenciam positivamente na redução de custos com energia elétrica, à medida que a luz solar tem maior aproveitamento. Com a interligação entre motores e sistemas inteligentes com sensores, que acionam automaticamente a abertura e o fechamento das cortinas e persianas de acordo com a hora programada, é possível otimizar o uso do ar condicionado.
“Estudos realizados por laboratórios especializados mostram que todos estes elementos, quando combinados com a melhor escolha de tela solar, podem trazer até 30% de economia com o custo de energia elétrica. Se considerarmos este percentual para prédios comerciais, por exemplo, o valor é muito representativo”, complementa Anderson. Além disso, ainda temos a maior durabilidade dos móveis, que não desagastam com a incidência de raios solares e conforto térmico e visual.
Outro ponto positivo é a frequência da manutenção. A necessidade de ajustes se reduz muito quando uma persiana é automatizada. Em comparação a sistemas manuais, o desgaste das ferragens é menor, pois o movimento do motor é uniforme e com torque suficiente para movimentar a peça sem danificá-la, reduzindo o risco de deformação do tecido e de danos aos trilhos com puxões excessivos para abrir ou fechar a cortina.

Mercado em ascensão
Os motores utilizados neste segmento já existem há mais de 10 anos, porém com menor tecnologia e alto custo. No Brasil, a taxa de motorização de elementos móveis de fachada ainda é muito pequena, se comparada a outros países. Porém, a variedade de produtos e de funcionalidades estão fazendo com que este dado aumente gradativamente. A SOMFY acredita que “este mercado continuará em expansão e que a motorização não será mais vista como artigo de luxo. E, sim, como um item que traz benefícios que vão além do conforto, gerando economia de energia e redução dos custos”, explica Anderson Piche.
Mesmo diante de um cenário de crise econômica no Brasil, o mercado de motorização de cortinas e persianas cresceu 12% em 2017, com relação ao ano anterior. Esse crescimento também foi sentido pela Persol. Segundo o consultor Ricardo Buffleben, “a venda destes produtos tem crescido ano a ano, impulsionando fabricantes a buscarem recursos diferenciados e que promovem maior conforto”.

Todas estas tendências de tecnologia, design e inovação em cortinas e persianas podem ser encontradas na feira R+T South America, que acontece no São Paulo Expo, entre os dias 9 a 12 de maio de 2018.
Credencie-se aqui!
Artigo feito por Comunicação R+T South America 
Fotos: divulgação SOMFY