Saiba mais
Idioma
Menu
Menu
Idioma

Malhas de alumínio em habitação social


Parte de um projeto de recuperação urbana em gleba antes ocupada por fábricas da Renault, em Paris, os quatro edifícios para habitação social ganharam elementos esculturais em malha de alumínio e estrutura metálica envolvendo as áreas de circulação vertical, transformadas em amplos balcões.

Quatro prédios brancos, de sete andares, com linhas retas e telhados em forma de mansardas ganharam elementos de destaque: estruturas metálicas delgadas na circulação vertical valorizam o conjunto arquitetônico, no projeto desenvolvido pelo escritório francês Tetrarc. Trata-se de edifícios para habitação social, implantados em uma área conhecida como Trapézio, devido à configuração que lembra essa forma geométrica, inserida em um grande projeto de renovação urbana no coração de Paris. Distribuída por 74 hectares, na região de Boulogne-Billancourt, onde antes funcionavam antigas fábricas da Renault, a gleba inclui três setores, entre eles a ilha Seguin, no rio Sena, a oeste da capital francesa.

Além dos edifícios residenciais, o Macro-lot A5, como é designado esse setor, terá uma escola secundária, a ser entregue em 2018. Com obras concluídas no final de 2015, os prédios de sete andares reúnem 110 apartamentos ao longo da margem sul do bloco. Todos apresentam o mesmo desenho em linhas retas, rompidas pelo coroamento levemente inclinado e com interação de aberturas das janelas em diferentes níveis, lembrando as antigas mansardas.

Essa simplicidade aparente é sublinhada por um elemento de impacto, criado para envolver as áreas de circulação vertical e varandas dos apartamentos voltados para um dos vértices do trapézio. A identidade fornecida por essas entradas/balcões, que asseguram privacidade para os moradores dos prédios, é obtida com o uso de sinuosas peças de alumínio entrelaçadas, transformadas em elementos esculturais.

Para a construção dos acessos verticais foram criadas estruturas de aço que distribuem suas cargas no solo e nos prédios onde estão fixadas. Ancoradas nessas estruturas, as malhas de alumínio protegem balcões de circulação e acesso aos apartamentos, em cada um dos andares.
A ideia dos arquitetos é que elas sejam uma espécie de marco escultural do distrito, mostrando a importância do espaço privado aberto para o exterior, mesmo em zonas urbanas adensadas - proposta que se materializa pela suavidade da forma, a força estrutural e a qualidade do alumínio anodizado. Por trás das malhas de alumínio, os balcões receberam guarda-corpos feitos com tela metálica, uma alusão à história industrial da área.

Na parte posterior desses quatro prédios há outro bloco de edifícios com 15 apartamentos, em três andares, mais lofts, constituindo edificações com fachadas revestidas de madeira, proporcionando um ambiente mais isolado e silencioso dentro da área urbana. Os dois conjuntos são separados por um agradável espaço ajardinado, para circulação dos moradores. No lado oriental, os dois blocos de edifícios estão interligados por um pórtico que alcança os dois primeiros níveis, unindo-se no terceiro andar.

O projeto do escritório Tetrarc mostra que é possível criar habitações populares com materiais duráveis e boa arquitetura, oferecendo espaços internos e externos de qualidade para seus usuários. “Uma variedade de projetos de arquitetura e tipos diferentes de apartamentos, constituindo uma proposta generosa para moradores com rendimentos modestos”, anotam os arquitetos. Trazem, com isso, uma reflexão sobre os novos projetos para habitação social.

Ficha Técnica
Edifícios para habitação social
Cliente Nexity - Icade
Local Boulogne-Billancourt, Paris, França
Projeto 2011/2012
Conclusão da obra agosto de 2015
Área construída 9.129 m²
Arquitetura Tetrarc Architects - Michel Bertreux (gerente de projeto); Oliver Pérocheau (diretor do projeto); Louise Follin (paisagismo)
Construção Nexity - Icade
Estruturas OTCI, Cardonnel, Socotec
Engenharia estrutural Legendre
Fachadas dos balcões Métalobil (projeto)
Fotos Stéphane Chalmeau 

Fonte: Arcoweb