Saiba mais
Idioma
Menu
Menu
Idioma

Os 3 Maiores Desafios que todo arquiteto vai enfrentar em 2019

30 ABR 2019 - 00H00 | ATUALIZADA EM 30 ABR 2019 - 12H13

Não foi só o setor da construção que está se recuperando da crise de 2014. Setores como o da arquitetura, intimamente ligado à construção, também foram impactados por tabela.

As startups de tecnologia prometem recuperar e alavancar o crescimento do setor graças ao uso de tecnologia, diminuição de gastos e investimentos para incentivar a recuperação do setor. Mais de 1 bilhão de dólares em investimento (um recorde no setor) mostrou que as construtechs estão seguindo o caminho certo.

No Construtech Conference 2019 muitas delas estarão lá para mostrar às grandes construtoras e escritórios de arquitetura sobre como usar esses métodos nos seus negócios também.

Assim como Engenheiros, Médicos, Professores e Profissionais do Mercado Financeiro, Arquitetos do Brasil inteiro também precisam se preparar para o impacto que as tecnologias desenvolvidas pelas startups terão no dia a dia dos seus trabalhos.

Segundo a Autodesk, empresa que desenvolveu o AutoCAD e hoje criou diversas outras tecnologias para engenheiros e arquitetos do mundo inteiro. Esses serão os 3 principais desafios e tendências que arquitetos irão enfrentar de 2019 em diante. Você está preparado para dominar cada uma delas?

Os dados chegaram (goste você ou não)
Big Data e Computação em Nuvem mostraram que, juntos, têm impactos importantes na criação de projetos arquitetônicos e no gerenciamento da construção de maneira geral.

Segundo o vice-presidente de arquitetura, engenharia e construção (AEC) da Autodesk, Nicolas Mangon, elas serão fundamentais para o futuro do setor e empresas já estão começando a usá-las.

“Imagine identificar padrões com base em dados de riscos a partir de tudo o que deu errado em projetos anteriores. Isso economiza tempo e dinheiro”, apontou.

Mesmo que as empresas entendam a importância dos dados para conter gastos e desperdícios, prever resultados e evitar erros de projetos, nem todas estão prontas para isso.

É aí que a computação em nuvem entra, para compilar em uma mesma base arquivos de diferentes tamanhos e formatos, sendo facilmente acessado tanto por pessoas quanto por máquinas.

O BIM vai “puxar” a qualidade do mercado inteiro para cima
Também chamado de Building Information Modeling (Modelagem da Informação da Construção), o BIM é responsável por você realizar grandes projetos de arquitetura e engenharia:

- Prevendo milimetricamente os gastos totais;
- Trabalhar cada centímetro de espaço do projeto;
- Saber quantos profissionais serão necessários;
- Quantas portas, janelas, parafusos serão necessários;
- Quanto material será utilizado em todas as etapas da construção;
- Cronograma e contratos em todas as fases do processo;

Tudo isso antes do projeto, de fato, sair do papel. É uma verdadeira construção 3D onde arquitetos, construtoras, engenheiros e demais envolvidos saberão exatamente os gastos e o tempo de cada etapa.

Só o modelo BIM de construção já será capaz de fazer o setor da construção e arquitetura economizarem milhões com gastos e retrabalho.

Ela também pode ser usado por outras áreas, incluindo o próprio governo, que poderá planejar melhor os gastos públicos do início ao fim de grandes construções.

A “Impressora” de Prédios
Talvez a tendência que mais “brilhe” os olhos do setor seja as possibilidades da impressão 3D.

As aplicações são desde maquetes e esculturas até luminárias, lustres, vasos, molduras de quadro e muito mais.

O uso na criação de diferentes tipos de materiais e projetos levam o modelo de impressão tridimensional a mudar completamente o processo de entrega física no mercado arquitetônico.

Até mesmo pequenas casas e construções podem ser erguidas em poucas horas com uma impressora 3D industrial através de peças modulares.

Conhece mais alguma inovação?
Se você é arquiteto ou quer trabalhar na área, e viu esses três “desafios” na verdade como grandes oportunidades para o seu setor no futuro.

Te convido a conhecer essas e outras tendências que as startups estão trazendo para dentro dos mercados da arquitetura e da construção civil no Construtech Conference 2019.

O evento será no dia 29 de março, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Ali reuniremos os maiores players e startups para mostrar como eles estão conseguindo recuperar o único setor que ainda não saiu da crise, graças ao uso de inovação e tecnologia.

Fonte: StartSe